Vereador é rechaçado por colegas de bancada por tentar colocar população contra eles

Para o Presidente da Câmara, o Vereador Edivan Bezerra, a atitude do Mancha foi reprovada

Uma atitude precipitada tomada pelo Vereador Adriano Santos Bernardino (DEM), na manhã deste sábado (27), na cidade de Diamante (PB), deixou os demais integrantes do Poder Legislativo Municipal, completamente indignados, tanto que a conduta foi questionada durante toda a Sessão Ordinária realizada logo depois.

O fato é que Adriano, conhecido popularmente pelo apelido de “Mancha”, natural de Muricí-AL, foi o primeiro parlamentar mirim a chegar na Câmara Municipal para participar da Sessão. Inquieto por ter convidado a sociedade através de Carro de Som durante toda a semana para testemunharem um Projeto de Lei de sua autoria que seria apresentado e minutos antes do início da sessão temia um boicote, já que os outros oito vereadores ainda não haviam chegado, disse em alto e bom som que a sociedade deveria prestar atenção nos vereadores que ali não se faziam presentes e nas eleições dessem o troco. Pois bem, a deixa do alagoano foi chegou aos ouvidos dos colegas e foi entendido como sendo uma tentativa de MANCHAR suas respectivas imagens políticas, colocando a própria população contra o legislativo local.

Durante a Sessão, os parlamentares se pronunciaram sobre o assunto que foi desde “invés de estar tentando queimar seus colegas, coloque o Regimento Interno debaixo do braço e vá estudar sobre ele”, até “ao abrir a sua boca, peça desculpas aos seus colegas, pois não podemos admitir esse tipo de conduta aqui dentro”.

Para o Presidente da Câmara, o Vereador Edivan Bezerra, a atitude do Mancha foi reprovada. “Apesar dos debates acalorados, nós cidadãos diamantenses nunca havíamos visto esse tipo de comentário dentro do plenário da Casa Severino Miguel. Somos colegas, e merecemos todo o respeito um com os outros. Ele pensou que iríamos boicotar, porém isso não é do nosso cotidiano e aqui estamos”, pontuou.

O Vereador Coronel Fonseca também se irritou com a atitude do colega de bancada e não deixou passar em banco, fazendo a defesa da Casa e dos colegas. Coronel que compõem a base de oposição, disse ainda que não votava no o Projeto de Lei do Mancha, porém não tinha nada contra e era a favor que o seu colega fizesse um Requerimento, ai sim votaria pela aprovação.

Já o Vereador Manoel Marrocos, atribuiu às colocações do seu colega como uma forma de desrespeito e disse ainda que o Vereador Mancha mudou seu discurso essa semana, após romper com a base da Prefeita Carmelita.

A Sessão prestigiada pela Comunidade convidada pelo Vereador Mancha, teve sua continuação sem a aprovação do Projeto de Lei de sua autoria, porém, muitos se perguntaram o real motivo de estarem ali, já que na chamada em carro de som dizia “Beneficiários do Bolsa Família estejam presentes” e o tema nada foi pertinente.  

Em tempo, o Vereador Adriano Santos anunciou seu desligamento da base política da Prefeita Carmelita de Odoniel durante a semana, entregando também vários cargos que a ele havia sido ofertados. Por outro lado, a Prefeita Carmelita não ficou quieta e logo anunciou o apoio de dois vereadores de oposição a sua base, com direito a jantar de boas vindas e tudo mais. Ainda se comenta em bocas miúdas, que outros dois vereadores já ventilam ceder seus apoios políticos a Prefeita, isso acontecendo, invés de cinco, ela ficará com o apoio de sete parlamentares, configurando assim, mais um fato histórico na política de Diamante.  

 

Fonte Diamante Online

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.