Temer anuncia Salário Mínimo de R$ 1.002 e reajuste no Bolsa Família

Por último, Temer disse que a data de primeiro de maio não é apropriada para comemorações,mas para reflexões.

Em mensagem gravada na sexta-feira e transmitida ontem em forma de pronunciamento pelo transcurso do Dia do Trabalho, o presidente Michel Temer (MDB) anunciou um reajuste médio de 5,67% no Bolsa Família e revelou que o projeto do novo salário mínimo está encaminhado. “Será o maior salário mínimo da nossa história”, ressaltou, sobre o valor de R$ 1.2002. O ministério do Desenvolvimento Social acrescentou que o novo valor do Bolsa Família será pago a partir de julho e vai passar de R$ 177,71 para cerca de R$ 187,79. O valor fica um pouco acima da inflação acumulada entre julho de 2016, data do último reajuste, a março deste ano. A nota menciona que o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) do período foi de 4,01%.

Com isso, o Poder Executivo prevê um aumento de R$ 684 milhões no orçamento do programa para 2018. Enquanto alguns passam o dia criticando, a gente passa o dia trabalhando. E nessa data especial, o país agradece a quem faz, a quem produz, a quem realiza, externou o presidente Temer no vídeo que dura pouco mais de quatro minutos e foi exibido em cadeia nacional de emissoras de TV, com repercussão, também, em redes sociais e emissoras de rádio. O presidente, que amarga um dos mais altos índices de impopularidade no país, aproveitou o discurso para sair em defesa de seu governo e pediu que aqueles que procuram emprego não percam a esperança.

Temer afirmou, dirigindo-se ao trabalhador brasileiro: Você tem feito a sua parte. Você tem acordado cedo, se dedicado, se empenhado, e do lado de cá nós estamos trabalhando duro”. Ele destacou o papel de profissionais da Saúde, da Educação, da Segurança Pública. E dedico especial atenção ao trabalhador que coloca sua vida em risco para proteger nossas vidas, acrescentou o mandatário, referindo-se a policiais militares, bombeiros e todos os profissionais da segurança pública. Por último, Temer disse que a data de primeiro de maio não é apropriada para comemorações,mas para reflexões.

Fonte Folhapress

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.