Sete meses depois da última partida, Treze e Atlético abrem o Paraibano

Publicado dia 07/01/2017 às 12h01min

E ambos jogam sabendo que um bom desempenho é fundamental para planejar o futuro

Após mais de sete meses sem realizarem nem mesmo um jogo oficial, Treze e Atlético de Cajazeiras abrem neste sábado a edição de 2017 do Campeonato Paraibano, em partida programada para às 16h no Estádio Amigão. E ambos jogam sabendo que um bom desempenho é fundamental para planejar o futuro, já que é via estadual que os clubes poderão conquistar uma vaga na Série D do Brasileirão de 2018.

A responsabilidade, no entanto, é bem maior para o Galo, clube mais tradicional e mais vitorioso que os rivais sertanejos e que está desde 2011 sem conquistar um único título. Mesmo que, pelo lado do Trovão Azul, o jejum seja ainda maior. O primeiro e único título aconteceu em 2002.

Pelo lado trezeano, o técnico Leocir Dall´Astra promete escalar o que tem de melhor para começar bem o estadual diante do Trovão do Azul. O principal reforço do clube para a temporada, o meia Marcelinho Paraíba, já resolveu a pendência com a documentação relacionada a sua transferência junto ao Inter de Lages. O nome do camisa 10 apareceu no BID da CBF e vai para campo contra os atleticanos. Otacílio Neto é outro destaque do novo time que deve ser titular. 

O setor ofensivo, por sinal, foi o principal destaque da equipe de Dall´Astra na pré-temporada, marcando 17 gols em apenas três partidas. A defesa não fica atrás. Nos jogos-treinos contra Serrano, Ajax de Remígio e Nacional de Patos, o setor sofreu apenas dois gols.

O Atlético de Cajazeiras, por sua vez, se apega à boa pré-temporada para tentar surpreender fora de casa. Antes da estreia, foram cinco vitórias em cinco amistosos. Mas existem problemas no time. Fora dos gramados, o Trovão Azul perdeu o seu técnico, Júnior Gomes, que pediu demissão alegando problemas pessoais. Antigo auxiliar, Ederson assumiu o comando da equipe e está definido como o técnico da estreia.

O principal reforço do Atlético para a temporada é Eduardo Rato, atacante de 33 anos que tem a missão de ser o homem-gol da equipe. O time, inclusive, pode ir a campo com uma formação tática ousada, com um trio de ataque formado por Luciano, Duílio e Rato.


Fonte globoesporte.com/pb


Tags: campeonato | paraibano | 2017

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.