A oposição ainda não tem nome certo para 2018”, diz Pedro Cunha Lima

Ninguém é candidato de si mesmo”, brinca Pedro, sem negar a possibilidade

O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) admitiu, durante entrevista ao CBN João Pessoa, nesta segunda-feira (30), que ainda não há nome certo para a disputa de 2018 nas oposições. O agrupamento, ele reforça, tem várias opções, mas sem fechamento de questão. O posicionamento foi uma resposta à pergunta da âncora do programa, Nelma Figueiredo. Ela questionou o parlamentar sobre se havia concordância, no bloco, com a movimentação do senador José Maranhão (PMDB). Para o tucano, o jogo para 2018 está em aberto e vai depender das discussões que se desenrolarão no ano que vem.

O grupo tem pelo menos três nomes colocados para a disputa do cargo de governador nas eleições do ano que vem. O que tem demonstrado maior apetite para a disputa é o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD). Junto com ele estão na rua em busca de apoio o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), e o senador José Maranhão (PMDB). Se os dois primeiros demonstram maior afinamento, com acordo de apoio a quem estiver melhor posicionado nas pesquisas, o terceiro demonstra maior apetite para uma disputa solo.

José Maranhão deu declarações, recentemente, no sentido de que ninguém é dono da oposição. Qualquer um pode ser candidato. O peemedebista, vale ressaltar, é cortejado pela base governista. O governador Ricardo Coutinho (PSB) quer o partido no apoio a João Azevedo, que deverá representar os socialistas na disputa. Ao ser questionado sobre os nomes para a disputa, Pedro Cunha Lima diz que tudo será definido no ano que vem. O nome dele é cotado para uma vaga na majoritária, provavelmente como vice. “Ninguém é candidato de si mesmo”, brinca Pedro, sem negar a possibilidade.

Fonte rpscom

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.