Quem teria interesse em sujar politicamente o nome da vice-governadora Lígia?

Foi uma bomba, porque daí gerou um série de perguntas.

A pergunta é do próprio filho de Lígia Feliciano, vice governadora da Paraíba, o jovem Renato Feliciano: “Quem teria o interesse em sujar politicamente o nome da vice governadora, Lígia Feliciano, a dois meses do ano eleitoral ?” A mistura de reflexão e desabafo certamente comoveu o enorme público que o ouviu na Rádio Arapuan FM, na tarde de ontem (quarta feira).. O interlocutor parecia segurar as palavras para não dizer mais do que devia, embora sabendo muito mais do que disse. Foi prudente, mas foi cirúrgico : “Pergunto de novo aos ouvintes que estão nos escutando. Quem , a dois meses de um ano eleitoral, teria intensão, de sujar politicamente, o nome da minha mãe, a vice governadora Lígia Feliciano ?

O fato tem a ver com o assassinato do radialista Ivanildo Viana,no dia 27 de fevereiro de 2015. Dois e seis meses depois, em agosto último,a polícia prendeu seis suspeitos de terem participado do crime. No dia seguinte à prisão, o próprio governador Ricardo Coutinho foi a imprensa e disse que o figurão, não importando o sobrenome, seria preso. Foi uma bomba, porque daí gerou um série de perguntas.

Se o governador falou em figurão ele sabe quem foi. Se àquela altura ele sabia quem foi , porque esse suposto figurão, mandante do crime, não estava preso ? Foi correto o governador enviar recado ao suposto, investigado, mandante do crime ? Naturalmente quando deu a declaração o governador certamente sabia que o suposto figurão ouviu, ou ficaria sabendo das declarações. Finalmente, o que passou na cabeça do governador RC, de publicamente dizer o que disse? Com que objetivo ?

Na terça feira o radialista Fabiano Gomes revelou na Arapuan FM que uma fonte havia lhe passado a informação de que Renato Feliciano, filho da vice governadora, havia sido intimado a depor sobre o caso na polícia civil, após a prisão dos suspeitos do crime. A informação virou manchete de sites, blogs e portais, e de imediato causou transtorno à família da vice governadora, Lígia Feliciano. Afinal a informação do que jeito que foi veiculada leva a diversas interpretações, e até a julgamentos precipitados,causando já um prejuízo imediato à honra, à família, e a vida política do deputado federal Damião,e da vice governadora Lígia Feliciano.

Na quarta (ontem) Renato Feliciano foi aos estúdios da rádio Arapuan FM, a título de direito de resposta:

“Eu vim aqui esclarecer a verdade dos fatos. A verdade é que em fevereiro de 2015 assassinaram brutalmente o jornalista Ivanildo Viana. E o que a polícia fez? A polícia , é de praxe,a polícia vai investigar, vai escutar pessoas para que se esclareça a verdade e que o crime seja descoberto. Foram escutadas em 2015 e 2016 várias pessoas, colegas de trabalho de Ivanildo Viana, amigos de Ivanildo Viana, funcionários da rádio em que trabalhava, pessoas da direção da empresa em que trabalhava. Eu também fui escutado, e várias outras pessoas foram escutadas, no intuito, que nós queremos que esse crime seja apurado. E a manchete do programa e de diversos veículos foi : “Filho da vice governadora é chamado, filho da vice governadora vai depor, filho da vice governadora presta esclarecimentos. pergunto aos ouvintes que estão me escutando. Quem teria intensão de sujar politicamente, o nome da vice governadora, Lígia Feliciano, a dois meses de um ano eleitoral ? Pergunto de novo aos ouvintes que estão nos escutando. Quem , a dois meses de um ano eleitoral, teria intensão, de sujar politicamente, o nome da minha mãe, a vice governadora Lígia Feliciano ? perguntou Renato Feliciano.

Fonte Marcelo José

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.