Romero revela ter recebido proposta de concorrer ao governo pelo MDB

Atualmente, os nomes que mais despontam na oposição são os de Lucélio Cartaxo (PV), irmão do prefeito de João Pessoa, e o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB)

Em entrevista a um programa de rádio nesta segunda-feira (9), o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), revelou que o convite feito por Maranhão para que ele integrasse o MDB também previa a disposição do emedebista de abrir mão da candidatura em nome de Romero. A proposta, contudo, foi recusada pelo prefeito de Campina Grande.

Romero justificou que não houve tempo hábil para consultar as bases, nem dialogar com a cidade: Essa questão em relação a unidade das oposições ficou muito em cima, não deu tempo para que pudesse dialogar mais um pouco com a cidade, ouvir, consultar, conversar com os segmentos na cidade para poder dividir um pouco a responsabilidade dessa decisão, disse o gestor.

Segundo o prefeito, a proposta de integrar o MDB nestas circunstâncias aconteceu na última sexta-feira (6). Foi então que a possibilidade se intensificou um pouco mais, com a sinalização de José Maranhão no sentido de abrir a possibilidade de eu me filiar ao MDB e ele abrir mão da postulação dele e, de certa forma, conseguir consolidar mais a união das oposições, disse.

A decisão de permanecer, acrescentou, não foi fácil. Foi uma decisão dificílima. Decidi permanecer na prefeitura em função das circunstâncias. Tenho uma paixão grande por Campina Grande. É uma cidade que me estimula a cada momento e nós temos uma responsabilidade muito grande com a cidade (…) Eu estava com o coração dividido em relação a essa questão, disse.

Atualmente, os nomes que mais despontam na oposição são os de Lucélio Cartaxo (PV), irmão do prefeito de João Pessoa, e o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB).

Fonte Blog do Gordinho

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.