Juiz faz um alerta, em evento de enfrentamento à violência contra a mulher, em Itaporanga. Veja!

Para o magistrado, é necessário denunciar sim. “Estas pessoas têm que ser identificadas e detidas. Se não falar, vai acontecer com outras vítimas

O juiz Antônio Eugênio Leite Ferreira Neto, titular na 2ª Vara Mista da comarca de Itaporanga (PB) fez um verdadeiro alerta para as autoridades participantes do “Tecendo Redes”, que aconteceu na manhã desta terça-feira, dia 20, no Auditório da 7ª Gerência Regional de Ensino, quando elencou vários casos de violência doméstica, que vem ocorrendo nos últimos meses na região do Vale do Piancó.

“Temos que mostrar que não é natural um comportamento agressivo e abusivo. A mulher conta aos parentes, diz que vai se divorciar e não recebe apoio em muitos casos pelo temor de que ela se torne um peso financeiro para os outros. Sem este apoio, muitas se mantém em relacionamentos degradantes, e o resultado é o que vem acontecendo nos últimos tempos aqui em nossa região. Crimes e mais crimes”, destacou o magistrado.

O evento foi realizado por meio de uma parceria entre o Poder Judiciário paraibano, através da Coordenadoria da Mulher, e o Governo do Estado, pela Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana e Secretaria de Segurança Pública, contando também, com apoio do Ministério Público da Paraíba e Coordenação de Delegacias Especializadas de Mulheres (CoorDeam), e reuniu dezenas de participantes dos sete municípios que integram a comarca.

Para o magistrado, é necessário denunciar sim. “Estas pessoas têm que ser identificadas e detidas. Se não falar, vai acontecer com outras vítimas. Precisamos quebrar o círculo vicioso. A pessoa enxerga a vítima como alguém que quer prejudicar a família denunciando (uma pessoa boa). Só que isso amplia a pressão psicológica em cima de quem sofreu a violência. As pessoas precisam perceber que não podem apoiar alguém que faz isso", comentou Eugênio.

Ele avaliou ter sido de suma importância a realização deste evento na Comarca. “A iniciativa representa a mobilização de todos os segmentos da sociedade, que vêm enfrentar o aumento de crimes praticados contra as mulheres no Vale do Piancó, em especial na Comarca de Itaporanga, onde houve um elevado índice de Feminicídio, necessitando do apoio estatal para prevenir e reprimir esse tipo de violência”, argumentou.

O evento contou ainda com palestras e participações do púbico presente. O objetivo principal foi capacitar os representantes de órgãos, projetos e organizações, para que esses conhecimentos sejam disseminados para outras pessoas, atingindo o maior numero possível de pessoas.

Fonte Diamante Online

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.