Diamante e seus diferenciais: Uma prefeitura sem prefeito e a orientação dos desorientados. Leia!

Enquanto isso, os desorientados vão orientando como deve se proceder aos próximos passos..

Uma segunda-feira bem atípica. Aos 17 de dezembro de 2018, a Prefeitura de Diamante, no Sertão da Paraíba, ficou sem prefeito e o que pairou foi um verdadeiro vácuo principalmente para aqueles que estavam orientados pelos desorientados.

Após Sentença do Superior Tribunal de Justiça (STJ), publicada no dia 13 de dezembro, suspendendo os efeitos da decisão de 2ª grau, proferida pelo desembargador-relator Carlos Martins Beltrão Filho, membro do Tribunal de Justiça da Paraíba, que afastou provisoriamente a Prefeita Carmelita de Odoniel do cargo, a pedido do Ministério Público, o retorno é aguardado.

A interina, Clarice Melo, não trabalhou nesta segunda-feira, nem tampouco a sua equipe recentemente nomeada. Acreditavam que seria o retorno imediato da titular, nesta data.

Do outro lado, a titular do cargo de prefeita, passou o dia no aguardo de um chamado para reassumir o seu posto.

O que realmente acontece, é que para deixar o cargo, Clarice deverá ser notificada por um oficial de justiça, e para isso, terá que receber o “Start” do Tribunal de Justiça da Paraíba, e isso não aconteceu, por atender os próprios tramites processuais. Clarice deverá novamente sentar na cadeira do executivo municipal nesta terça-feira (18) para dar continuidade aos trabalhos, até que seja notificada oficialmente a deixá-la.

Enquanto isso, os desorientados vão orientando como deve se proceder aos próximos passos...

 

Fonte Por Arliston Jerônimo

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.