Pesquisa do IBGE mostra que renda média da Paraíba ficou abaixo do mínimo

Em 2015, a renda média do paraibano foi de R$ 776, valor menor que o salário mínimo do período

A renda média per capita no mercado de trabalho paraibano em 2015 foi de R$ 776, o 19º no ranking nacional e o quarto do Nordeste. O valor representou 69,72% da média brasileira (R$ 1.113,00), sendo três vezes menor do que o rendimento médio do Distrito Federal (R$ 2.252,00), melhor colocado no país (Veja o quadro). A renda do paraibano ficou abaixo, inclusive, do salário mínimo pago no ano passado (R$ 788). Os dados foram divulgados ontem na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), pelo IBGE.

Para a psicóloga do trabalho Maria Helena Morais, a Paraíba é muito desfavorecida de postos de trabalho em setores como a indústria. Já grande parte do comércio, segundo ela, está relacionada aos negócios familiares.

"Dentro deste contexto não temos muita oportunidade de ter crescimento na renda. Nos negócios familiares, em que se emprega parentes como irmãos e filhos, paga-se como pode, até com salários abaixo do mínimo. Acredito que historicamente, a Paraíba também já carrega esse rótulo de que temos mão de obra barata e que o povo é descomprometido com o trabalho e, infelizmente, muitos empregados agem com pouco interesse”, afirmouA psicóloga do trabalho contou que o grau de instrução também contribui para a baixa renda dos trabalhadores. Na sua rotina de trabalho, Maria Helena diz que é perceptível a falta de comprometimento de alguns empregados que têm baixa escolaridade. “Quanto menor a instrução, menor o comprometimento", explica a profissional.

NORDESTE

A renda média da Paraíba fica atrás de Pernambuco (R$ 822), Rio Grande do Norte (R$ 818) e Sergipe (R$ 782). Já a Bahia (R$ 736), Piauí (R$ 729), Ceará (R$ 680), Alagoas (R$ 598) e o Maranhão (R$ 509) tinham rendas menores em 2015.

RANKING DE RENDA MÉDIA, POR ESTADOS:

1 Distrito Federal - R$2.252,00
2 São Paulo - R$ 1.482,00
3 Rio Grande do Sul - R$ 1.435,00
4 Santa Catarina - R$ 1.368,00
5 Paraná - R$ 1.241,00
6 Rio de Janeiro - R$ 1.285,00
7 Minas Gerais - R$ 1.128,00
8 Goiás - R$ 1.077,00
9 Espírito Santo - R$ 1.079,00
10 Mato Grosso - R$ 1.055,00
11 Mato Grosso do Sul - R$ 1.045,00
12 Roraima - R$ 1.008,00
13 Amapá - R$ 849,00
14 Rondônia - R$ 822,00
15 Pernambuco - R$ 822,00
16 Tocantins - R$ 818,00
17 Rio Grande do Norte - R$ 818,00
18 Sergipe - 782,00
19 Paraíba - R$ 776,00
20 Acre - R$ 752,00
21 Amazonas - R$ 752,00
22 Bahia - R$ 736,00
23 Piauí - R$ 729,00
24 Ceará - R$ 680,00
25 Pará - R$ 672,00
26 Alagoas - R$ 598,00
27 Maranhão - R$ 509,00

Brasil - R$ 1.113,00

Fonte Jornal da Paraíba

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.