Brasileiros que vestiram a 10 na Europa

No futebol, a camisa número 10 é encarada como a principal dentro de um time.

Houve uma época em que o Campeonato Brasileiro era simplesmente uma máquina de fazer craques. Muitos jogadores que aqui surgiram se destacaram a ponto de serem vendidos para grandes clubes do exterior como referências. No entanto, são poucos os brasileiros que vestiram a 10 na Europa - como você irá ver neste post.

No futebol, a camisa número 10 é encarada como a principal dentro de um time. Ainda que nem sempre seja dada para o melhor jogador do clube, normalmente é vestida pelo atleta mais importante coletivamente, a referência para as jogadas dentro de campo. E nisso, os brasileiros se destacam.

Ronaldinho - Barcelona e PSG
Ronaldinho Gaúcho é sem sombra de dúvidas um dos grandes nomes do futebol brasileiro da década de 2000. Revelado pelo Grêmio, o jogador se destacou pela equipe gaúcha logo nos primeiros anos de profissionalização graças a um futebol arte, rápido, de dribles e boas finalizações. Tudo isso, obviamente, fez com que ele despertasse a atenção da Europa.

Na temporada 2001/2002, o Bruxo, como é conhecido, foi vendido para o PSG da França. Lá, ele se tornou um dos brasileiros que vestiram a 10 na Europa - mas a jornada não parou por aí. Foi no Barcelona, onde o Gaúcho só não fez chover, que ele se consolidou como o principal jogador do mundo, ganhando Bola de Ouro, Champions League e muito mais - e tudo isso com a 10.

Ronaldinho chegou a ir para o Milan ainda, mas não teve tanto sucesso. Teve uma breve passagem pelo Flamengo, também. Depois do Barcelona, ele só voltou a vestir a 10 no Atlético Mineiro, onde foi campeão da Libertadores.

Rivaldo - Barcelona
Outra figura que entra na lista dos principais jogadores brasileiros da década de 90 e 2000 é Rivaldo. Ele é um dos brasileiros que vestiram a 10 na Europa e, também, com a seleção brasileira - sendo inclusive um dos craques do Brasil na conquista da Copa do Mundo de 2002.

Rivaldo surgiu no Santa Cruz e passou por Mogi Mirim e Corinthians até chegar na sua melhor fase no Brasil, no Palmeiras. Com o Verdão, ele se destacou e virou a principal referência do clube. Logo em seguida, foi vendido para o Deportivo da Espanha - mas se tornou muito grande para o clube espanhol.Na temporada 97/98, Rivaldo foi comprado pelo Barcelona, onde se tornou o melhor jogador e camisa 10 do clube na época. Com os Culés, ele foi eleito Melhor do Mundo e fez temporadas magníficas, sempre com mais de 20 gols marcados. O jogador ainda passou por uma série de clubes depois disso, mas o seu auge certamente foi com os espanhóis.

Neymar - PSG
Melhor e principal jogador brasileiro da última década, Neymar desde cedo foi tido como a cara da nova geração do Brasil no futebol. Desde que subiu para o profissional do Santos, em 2009, o jogador mostrou habilidade, velocidade, personalidade e destreza como não se via há tempos no país.

Após campanhas históricas com o Peixe, na temporada 2013/2014 o jogador foi vendido para o Barcelona. Lá, muitos afirmam que ele atingiu a melhor fase da sua carreira, sendo parte de um dos principais trios de ataque da história do futebol: Messi, Neymar e Suárez. No entanto, não foi no Barça que ele vestiu a 10.

Neymar se tornou um dos brasileiros que vestiram a 10 na Europa quando foi comprado para o PSG, na temporada 2017/2018. Ele se tornou a cara do clube na busca pelo título da Champions, batendo na trave por diversas vezes.

Assessoria

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.