Jato que transportava Marília Mendonça é retido por clandestinidade

A Anac afirmou que a interdição faz parte de uma ação contra o transporte aéreo clandestino.

Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) interditou um avião que transportava a cantora Marília Mendonça neste domingo (20), em Jundiaí, no interior de São Paulo, por prestar o serviço de táxi-aéreo de forma ilícita. Segundo a Anac, a empresa não tinha homologação e não poderia cobrar pelo serviço. As informações são do G1.

O jato saiu de Fortaleza (CE) e chegou a Jundiaí por volta das 9h10, quando foi retido pelos órgãos fiscalizadores.
Na ocasião, a cantora estava no jatinho, juntamente com sua equipe e os pilotos, que tiveram a habilitação suspensa.

A Anac afirmou que a interdição faz parte de uma ação contra o transporte aéreo clandestino.

Fonte G1,COM

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.