Deputado paraibano pede que Câmara Federal pague viagem para ver torneio de kart

O deputado do estado diz em redes sociais que foi o “principal interlocutor político” para a “conquista”.

O deputado André Amaral (PMDB-PB) pediu para viajar às custas da Câmara para assistir a um campeonato de kart em Portugal. A competição começa neste sábado e dura uma semana. Procurada pelo GLOBO, a presidência da Câmara não autorizou a viagem oficial.


A edição do ano que vem do Rotax Max Challenge, torneio de kart, será em Conde (PB). O deputado do estado diz em redes sociais que foi o “principal interlocutor político” para a “conquista”.

— Quem sabe a Paraíba não pode produzir um campeão mundial do automobilismo? — afirmou em um vídeo publicado ontem, quando esperava a autorização da Câmara para o custeio da viagem e das diárias. O torneio é em Portimão, na região do Algarve.

Ontem, o GLOBO procurou o deputado e a presidência da Câmara, que autoriza viagens em missões oficiais para fora do país. A assessoria de André Amaral afirmou que ainda aguardava o aval da Câmara, mas confirmou que a ida a Portugal aconteceria nos próximos dias. A Câmara disse que ainda analisava o pedido. No fim do dia, a presidência da Casa rejeitou o pleito do deputado. A assessoria de André Amaral não quis comentar a recusa.

André Amaral, de 27 anos, é suplente do deputado Manoel Júnior, também do PMDB paraibano, que foi eleito vice-prefeito de João Pessoa.

DIÁRIAS POLÊMICAS

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e mais nove deputados estão em viagem oficial de nove dias por Israel, Palestina, Itália e Portugal. Após a má repercussão do custo da viagem com dinheiro público, a Câmara informou que Maia abriu mão de receber diárias durante o tour, alegando que parte das despesas será custeada pelos anfitriões dos eventos dos quais participará. Mas, na verdade, não haverá limite para o gasto, pois o custo da viagem com avião e outros itens só será conhecido ao final, conforme a própria Casa informou.

A diária de US$ 550, que corresponde a R$ 1.800 no câmbio de ontem, por cinco dias, será paga aos demais nove parlamentares integrantes da comitiva oficial. Há ainda os gastos e diárias dos servidores que acompanham a comitiva. O dia de hoje será para passeio, classificado na programação oficial de "agenda privada", e o domingo livre para retorno a Brasília.

Fonte O Globo

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.