Quando uma pessoa com covid-19 deixa de ser contagiosa, com ou sem sintomas

Um desses estudos, conduzido por pesquisadores da universidade Johns Hopkins

É o caso do do novo coronavírus, Sars-Cov-2, que pode continuar sendo contagioso mesmo depois dos sintomas terem sumido, apontam as pesquisas. Mas por quanto tempo?

E no caso de pessoas que nunca chegaram a ter sintomas ou nas quais os sintomas foram tão leves que passaram despercebidos?

Incubação
Desde que o Sars-Cov-2 foi detectado na China em dezembro passado, várias equipes científicas têm investigado o período de incubação do novo coronavírus — ou seja, quanto tempo o vírus fica no corpo.

Um desses estudos, conduzido por pesquisadores da universidade Johns Hopkins, nos Estados unidos, e publicado no jornal científico Annals of Internal Medicine em maio, estimou que o período médio de incubação para o novo coronavírus é de 5,1 dias.

Mas esse é o período médio — pode ser maior ou menor, dependendo do organismo da pessoa. A maioria (97,5%) dos infectados que desenvolvem sintomas o fazem antes de chegar aos 11,5 dias desde o momento em que uma pessoa foi exposta ao vírus pelo nariz ou pela boca, segundo o estudo.

"A capacidade de infectar outras pessoas, de transmitir esse vírus a outras pessoas, dura de 7 a 10 dias mais a partir do aparecimento dos sintomas", explica o infectologista Vicente Soriano, professor da Universidade Internacional de La Rioja, na Espanha, e ex-conselheiro da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Ele acrescenta que, a partir desse momento, quando os sintomas já passaram ou desapareceram, a possibilidade de infectar outras pessoas também diminui.

O especialista ressalta, porém, que os testes de PCR usados para detectar o vírus podem continuar a dar positivo por vários dias ou semanas após a infecção pelo vírus. Ou seja, o vírus pode continuar no sistema da pessoa.

"O PCR, que detecta fragmentos do genoma do vírus, pode permanecer positivo após uma, duas ou até três semanas após a cura da doença", ressalta Vicente Soriano.

"Mas aquele PCR positivo não reflete contagiosidade. O que o PCR detecta são fragmentos de vírus, ou "sequências de lixo", que são fragmentos do genoma do vírus que estão no trato respiratório e que expulsamos por várias semanas depois que a doença foi curada."

De fato, a sensibilidade dos testes diagnósticos é um problema conhecido desde que começaram a ser aplicados e é um exemplo de como as pesquisas sobre covid-19 ainda estão em fase inicial.

Mas, como enfatiza o Soriano, "a contagiosidade do coronavírus é basicamente de 7 a 10 dias, um ou dois dias antes do início dos sintomas e enquanto os sintomas ocorrem", acrescenta.

Ou seja, um pessoa com coronavírus deixa de ser contagiosa cerca de 10 dias após o início dos sintomas. Mas é preciso tomar cuidados antes de sair do isolamento: se certificar de que não tem mais nenhum sintoma e de que não se tem febre há pelo menos 24 horas sem o uso de remédios que a controlam.

 

Fonte BBC

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.