Prefeito Cícero Lucena lamenta morte do jornalista Eduardo Carneiro

Dudu, como é carinhosamente chamado pelos amigos, morreu às 16h desse sábado (1º)

O prefeito Cícero Lucena (PP) manifestou profundo pesar pela morte do jornalista Eduardo Carneiro, empresário e ex-secretário executivo de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa. Dudu, como é carinhosamente chamado pelos amigos, morreu às 16h desse sábado (1º) no hospital da Unimed, onde estava internado desde o dia 8 de março, em virtude das complicações da covid-19.

“’Dudu’ é mais um que nos deixa entre tantas vítimas da COVID-19. Minha solidariedade a todos os seus amigos e familiares neste momento de dor”, declarou por meio de suas redes sociais.

Muito triste com a notícia da morte do jornalista, ex-secretário executivo de Comunicação da Prefeitura de João Pessoa, Eduardo Carneiro. “Dudu” é mais um que nos deixa entre tantas vítimas da COVID-19. Minha solidariedade a todos os seus amigos e familiares neste momento de dor

Ao longo de toda a sua trajetória, Antônio Eduardo construiu uma carreira no jornalismo marcada pela competência, ética e capacidade de partilha dos seus conhecimentos. Por onde passou uniu pessoas, equipes e fez muitos amigos.

Eduardo Carneiro nasceu em Mulungu-PB, tinha 50 anos e atualmente era diretor adjunto de Comunicação da Câmara Municipal de João Pessoa. Paralelamente, era sócio proprietário da pizzaria Capitão Farinha e da Feira do Tempo.

Na atividade de assessoria de imprensa, desenvolveu inúmeros trabalhos, incluindo a atuação jornalística nos bastidores de algumas campanhas políticas. A partir daí, foi alçado a funções estratégicas nas comunicações corporativas de governos tanto do Estado, quanto da Prefeitura de João Pessoa. Foi editor-geral do jornal A União e secretário executivo de Comunicação na gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PV).

Ao longo de quase 30 anos, atuou como jornalista em diversos veículos de comunicação no meio impresso, rádio e televisão da Paraíba.

Pesar e luto oficial
A Câmara Municipal de João Pessoa CMJP) divulgou nota de pesar pela morte do servidor. Coincidência ou não, Eduardo Carneiro adoeceu justamente quando houve um surto de covid-19 entre os servidores da Casa, que até então funcionava com sessões legislativas em modo híbrido. A Mesa Diretora da CMJP também decretou luto oficial de três dias. Confira a nota na íntegra:

A imprensa paraibana está de luto pela morte do jornalista Eduardo Carneiro, de 51 anos. Perdemos neste sábado (1) um grande paraibano e, no caso da Câmara Municipal de João Pessoa, um grande colega de trabalho. Antônio Eduardo Carneiro notabilizou-se ao longo da sua vida pelo talento e correção no trato com os colegas e amigos. Enquanto diretor adjunto de Comunicação da Câmara, foi um espelho para todos os que com ele trabalharam.

Natural de Mulungu, ainda muito jovem, mudou-se para João Pessoa, onde formou-se em jornalismo pela Universidade Federal da Paraíba, em 1994. De lá para cá, ocupou cargos de destaque nos principais jornais e rádios do Estado, além de ter tido uma presença marcante no serviço público. Também dedicou-se ao ramo da gastronomia, deixando sempre um exemplo de correção e carinho a ser seguidos por todos. Por tudo isso, a morte precoce, provocada pela Covid-19, causa tanta tristeza aos amigos e colegas.

E é com profundo pesar que a Câmara Municipal de João Pessoa lamenta a morte e decreta Luto Oficial por três dias em homenagem ao funcionário. Com imagem profissional irretocável, Eduardo Carneiro será para nós sempre um exemplo. Por isso, nesse momento de dor profunda, manifestamos nossos sentimentos à família e aos amigos.

O momento é de grande tristeza.

Fonte TermometroDaPolitica

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.