Aprovados gestores para a Escola Cidadã de Itaporanga, única do Sertão

Serão oferecidos seis cursos na Escola Cidadã Integral.

Os professores Francisco de Assis Alves, Rosa Maria da Silva e Jorgeania Nazário da Silva, participaram semana passada do curso de formação para gestores da Escola Cidadã Integral, programa implantado recentemente pelo Governo do Estado. A ENE Professor Francelino de Alencar Neves, sediada em Itaporanga, foi a única do Sertão Paraibano contemplada pelo programa.

Francisco de Assis Alves, mais conhecido como Chico da Kazon, foi aprovado em primeiro lugar para o cargo de diretor; Rosa Maria para vice-diretora; e Jorgeania Nazário como coordenadora pedagógica. O curso de capacitação aconteceu na Pousada Som das Ondas, em Jacumã, litoral sul paraibano, nos dias 12, 13 e 14 deste mês de janeiro. O evento contou com a presença do secretário estadual da Educação, Aléssio Trindade.

O objetivo é introduzir o modelo pedagógico e de gestão das escolas cidadãs integrais, fornecendo as bases teóricas e metodológicas necessárias para dar início a este modelo de escola. "A expectativa é que aqueles que forem exercer os cargos possam desenvolver o trabalho conforme os objetivos e metas das escolas integrais", observou o gerente operacional de Ensino Médio, Herbert Gomes.

Serão oferecidos seis cursos na Escola Cidadã Integral, que são: Mecânica, Design de Móveis, Agronegócio, Manutenção e Suporte em Informática, Cozinha e Técnico em Vendas. As Escolas Cidadãs Integrais e Escolas Cidadãs Integrais Técnicas são as seguintes: Escola Cidadã Técnica de João Pessoa; Escola Cidadã Técnica de Bayeux; Escola Cidadã Técnica de Mamanguape; Escola Cidadã Padre Hildon Bandeira em João Pessoa; Escola Cidadã Helinton Santana em Santa Rita; Escola Cidadã Nenzinha Cunha Lima em Campina Grande; Escola Cidadã Antônio Batista Santiago em Itabaiana e Escola Cidadã Francelino de Alencar Neves em Itaporanga.

Escola Cidadã Integral – Trata-se de um novo modelo de escola pública implantado na Paraíba, com a proposta de organização e funcionamento em tempo único (integral). O programa tem como foco a formação dos jovens por meio de um desenho curricular diferenciado e com metodologias específicas, que apresentam aos estudantes do Ensino Médio possibilidades de se sentirem integrantes do seu projeto de vida.

O período letivo nas Escolas Cidadãs Integral e Técnica têm a duração diária de 9 horas e 30 minutos, com refeições incluídas (almoço e lanche). Nesse espaço de tempo, além das disciplinas obrigatórias, os estudantes poderão escolher matérias para enriquecer o currículo, como música, teatro, cinema, empreendedorismo e fotografia. Também será possível ingressar em clubes juvenis, como o jornalzinho da escola, a rádio da escola, entre outros.

A carga horária nas Escolas Cidadãs Integral e Técnica será das 7h30 às 17h, sendo uma hora e vinte minutos para almoço e dois intervalos de 20 minutos para o lanche da manhã e da tarde. O almoço e os dois lanches serão ofertados dentro da escola.

Essas escolas serão organizadas com salas temáticas, laboratórios de informática, ciências e outros espaços de vivências, onde os jovens poderão transitar, respeitando seu projeto de vida, suas competências cognitivas e socioemocionais, de forma a desenvolver as suas potencialidades.

Fonte Rpscom1

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.