Galo empata no 2º T e conquista um ponto fora de casa no Brasileirão

Bragantino e Galo empataram em 1 a 1, no estádio Nabi Abi Chedid.

O Atlético evitou uma derrota e empatou em 1 a 1 com o Red Bull Bragantino pela 7ª rodada antecipada do Campeonato Brasileiro, no estádio Nabi Abi Chedid, na noite desta quarta-feira (11). O Massa Bruta marcou logo no início da partida e, na sequência, uma confusão do VAR marcou a primeira etapa. O empate alvinegro veio no segundo tempo, de bola parada com Nacho Fernández.

Com o empate, o Galo chegou aos nove pontos e saltou para a sexta posição na tabela, mas tem um jogo a mais em relação aos adversários. Na próxima rodada, o Galo encara o Atlético-GO, na Arena Independência, pela sexta rodada da competição nacional.

Mesmo com mais posse de bola, o Atlético sofreu um gol logo aos 12 minutos após um erro individual de Eduardo Sasha, titular nesta quarta, depois de ser poupado com desgaste muscular. O Bragantino chegava pelo lado direito, quando Nathan Silva deu um chutão e a bola ia saindo pela lateral, mas Sasha resolveu evitar.

O atacante conseguiu fazer com que a bola não saísse, mas devolveu a posse ao Massa Bruta e viu o atacante Ytalo estufar as redes abrindo o placar no Nabizão. A chance do Galo empatar veio na sequência, aos 18 minutos, mas a arbitragem marcou impedimento em um lance que ficou em revisão do VAR por quase seis minutos.

Guilherme Arana recebeu dentro da área após cobrança de falta e finalizou para o gol. O goleiro Cleiton estava adiantado e Léo Ortiz, posicionado embaixo da trave, impediu que a bola entrasse com a mão.

No momento do lance, o árbitro de campo Bráulio da Silva Machado marcou o pênalti e expulsou o zagueiro do Massa Bruta. A jogada ficou em revisão pela arbitragem de vídeo, Bráulio foi ao monitor e, seis minutos depois, marcou impedimento no lance, anulou o cartão vermelho e desistiu da penalidade.

Na segunda etapa, o Bragantino nem finalizou. Em busca do empate, o Galo começou a pressionar mais a saída de bola do Bragantino. Só que não conseguia entrar na área adversária para criar chances claras de gols. As finalizações do Atlético foram de fora da área, como fez Allan, no primeiro minuto da etapa complementar, e Guga aos 13.

Com as dificuldades de entrar na área, o jeito foi tentar na bola parada. Aos 20 minutos, Guga, Arana e Nacho na bola para cobrança de falta. Em jogada ensaiada, sobrou para o argentino que chutou direto para o gol. Cleiton ficou parado, só observando a bola morrer no fundo do gol. Baita golaço do gringo alvinegro.

Bragantino: Cleiton; Andrés Hurtado, Léo Ortiz, Renan e Luan Cândido; Jadsom Silva, Eric Ramires (Wellington) e Sorriso (Bruno Tubarão); Artur, Ytalo (Jan Hurtado) e Helinho (Raul). Técnico: Maurício Barbieri

Atlético: Everson; Guga (Guilherme Castilho), Junior Alonso, Nathan Silva e Guilherme Arana; Allan, Jair (Rubens), Zaracho (Ademir) e Nacho Fernández; Eduardo Sasha e Keno (Otávio). Técnico: Antonio Turco Mohamed

Cartões amarelos: Renan e Jadsom (Bragantino); Eduardo Sasha e Nathan Silva (Atlético);

Cartão vermelho: Ramon (Bragantino)

otempo

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.