Oposições começam a esboçar projeto com a união dos filhos da terra em defesa de Itaporanga

A união dos que ali estavam significa grande baque na base que elegeu o atual prefeito Divaldo Dantas

As oposições no município de Itaporanga, na região do Vale do Piancó, começam a esboçar a construção de um grande projeto com a união dos filhos da terra visando a defesa dos valores da "Rainha do Vale", garantia da democracia e da liberdade, tão caras a um povo que se pretenda guerreiro e altivo.

Em entrevista na manhã desta segunda (13), na rádio Boa Nova FM, nomes como o do ex-vereador e atual vice-prefeito Herculano Pereira, ex-vereador e ex-presidente da câmara Zé Queiroz, do também ex-vereador e ex-presidente da câmara Lula da Farmácia - associa-se ainda ao PSol de Sousa Neto e Ailton Veriato, do atual presidente da câmara vereador Neném de Adailton, do ex-vereador Ricardo Pinto e do ex-candidato a deputado estadual professor Ivo Filho (segundo mais bem votado em 2018, no município), realçaram a condição de defensores desses ideias e se colocaram á disposição para concorrer à disputa municipal.

A união dos que ali estavam significa grande baque na base que elegeu o atual prefeito Divaldo Dantas, aliado ao deputado Taciano que quer lançar o irmão Júnior Carnaúba, já que contou nas eleições de 2016 com o apoio do atual vice-prefeito Herculano, de Lula da Farmácia, de Ivo Filho e do próprio Neném de Adailton. No mesmo sentido, registra-se um baque à base do ex-prefeito Djaci Brasileiro, as presenças dos ex-vereadores Zé Queiroz e Ricardo Pinto. E com a provável união de mais grupos que também apoiaram ou Divaldo ou Djaci, há uma grande oportunidade para as oposições mostrarem-se coesa numa mega-união dos filhos da terra. O município e o povo é quem ganha com isso.

Isso porque grandes surpresas e novidades estão para acontecer nos próximos dias que definirão esse caminho. Na verdade, trata-se da primeira de uma série de mensagens que as oposições se propõe a passar ao povo de Itaporanga no sentido de que é chegada a hora de se unirem e defenderam o município, como fizeram no passado bravos itaporanguenses de outrora que não mediram esforços para erguer "lanças" quando o município se viu ameaçado.

Para o professor Ivo, os nomes são muito fortes e o processo seguirá um projeto democrático em que o povo é que escolherá os candidatos a prefeito e a vice. E não entre quatro paredes, como acontece quando se tem políticos pensando apenas em poder. "Ninguém pode ter na política um projeto individual . É fundamental saber quem e o que o povo quer, por isso, a oposição precisa se unir para seguir forte nas disputas." Acrescenta o professor.

Aguardemos os próximos lances...

Fonte Rpscom

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.