“Imbecil”: secretário de Saúde da capital critica decisão de Marcelo Queiroga

Fábio Rocha pretende convencer o prefeito Cícero Lucena a imunizar adolescentes de 12 a 17 anos.

Após a suspensão temporária da imunização contra Covid-19 para adolescentes de 12 a 17 anos, pelo governo federal, o secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, criticou a decisão anunciada por Marcelo Queiroga. Em entrevista exibida pela TV Tambaú nesta sexta-feira (17), o gestor paraibano questionou a recomendação de vacinar o público apenas com comorbidade. “Se eu tenho a capacidade intelectual para vacinar quem tem doença pré-existente, por que eu não vacino o sadio? É ser muito imbecil, né?”, disse.

Em João Pessoa, a imunização para esse público chegou a ser anunciada no início desta semana, mas houve desistência da administração municipal, que manteve a campanha para adolescentes com comorbidade, deficiência permanente, adultos acima de 18 anos, assim como, aplicação da terceira dose para idosos.

"É uma decisão equivocada. Não sei se com intuito de provocar algum tumulto ou mal entendido, mas é lastimável.”, comentou o secretário.

Durante a entrevista, Rocha ainda disse que pretende convencer o prefeito Cícero Lucena (PP) a ir contra a recomendação do governo federal e imunizar adolescentes de 12 a 17 anos. "Outro órgão regulador, que é a Anvisa, foi totalmente contra, e o mundo inteiro. Mostra-se que deve vacinar os adolescentes", finalizou.

Confira a entrevista completa:

Portalt5

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.