Em Itaporanga, escola repudia agressão moral e injúria racial proferida por avó de aluna contra professora

Caso ocorreu recentemente; colégio afirmou estar tomando as medidas cabíveis.

Uma escola particular da cidade de Itaporanga (PB) vem adotando medidas necessárias para apurar a conduta da avó de um dos alunos que gravou um áudio proferindo agressões verbais contra uma professora da unidade educacional. O caso ocorreu nesta semana.  

Conforme exposto pela docente, a mulher mandou uma mensagem de voz de 5 minutos num grupo de WhatsApp questionando sobre o suposto atraso de um resultado de uma competição organizada pelo colégio Na gravação, para justificar sua revolta, ela promove uma série de ofensas à educadora.

“(...) tu é atrevida, negra! Porca! porca de pé de chiqueiro. Eu não fui criada em pé de chiqueiro como tu foi não; como tu vive até hoje, na lama”, disse, descontrolada, a avó da estudante.

A instituição repudiou as agressões e afirmou estar tomando as providências necessárias.

“O colégio Monteiro Lobato, enquanto uma instituição de ensino, atua na promoção da igualdade, diversidade e da liberdade de expressão, e preza pela construção de um sociedade justa e igualitária, repudiando veemente todo e qualquer ato de injúria racial, ofensa e agressão moral”, disse no texto.

A professora também está tomando as medidas cabíveis ao fato. O fato ganhou forte repercussão na cidade.

Ouça:

Diamante Online

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.