TSE recebe denúncias de disparos de mensagens em massa

rática foi expressamente proibido nas Eleições 2020

Eleitores podem denunciar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a prática de disparos em massa de mensagens pelo aplicativo WhatsApp. O recebimento de material suspeito pode ser reportado por meio de formulário online disponibilizado pela Justiça Eleitoral.

Disparar mensagens em massa foi expressamente proibido pela Justiça Eleitoral nas Eleições 2020. Os termos de uso do WhatsApp também não permitem a prática. As mensagens do tipo em geral são impessoais e costumam trazer conteúdos alarmistas e acusatórios.

O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, aponta que a prática muitas vezes são provenientes de milícias digitais, organizadas hierarquicamente, com financiamento privado e atuação concertada para a difusão de mentiras e ataques às instituições.

A Justiça Eleitoral incentiva que o eleitor faça a denúncia se receber mensagens suspeitas enviadas, por exemplo, de contatos desconhecidos ou de vários grupos ao mesmo tempo.

O WhatsApp se comprometeu, junto ao TSE, a investigar as denúncias e inativar contas suspeitas, encaminhando as informações pertinentes às autoridades. Segundo a plataforma, trata-se de “iniciativa inédita no mundo”.

Fonte Portal Correio

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.