Bolsonaro ameaça Poderes e anuncia reunião do Conselho da República

“Não podemos continuar aceitando.”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) discursou para apoiadores no fim da manhã desta terça-feira (07) em frente ao Congresso Nacional, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Bolsonaro voltou a usar a retórica de que não vai aceitar que autoridades tomem medidas ou assinem sentenças “que estejam fora da Constituição”.

“Não podemos continuar aceitando.”

O presidente mandou um recado direcionado ao ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), em referência às recentes decisões do ministro Alexandre de Moraes contra bolsonaristas.

“Ou o chefe desse Poder enquadra o seu [ministro] ou esse Poder pode sofrer aquilo que nós não queremos”, disse.

“Nós todos aqui na Praça dos Três Poderes juramos respeitar a nossa Constituição. Quem age fora dela se enquadra ou pede para sair.”

Bolsonaro disse que, nesta quarta-feira (8), participará de uma reunião do Conselho da República com os presidentes dos demais poderes, a fim de mostrar “para onde nós todos devemos ir”.

“Amanhã estarei no Conselho da República juntamente com ministros para nós, juntamente com o presidente da Câmara [deputado Arthur Lira], do Senado [senador Rodrigo Pacheco] e do Supremo Tribunal Federal [ministro Luiz Fux], com essa fotografia de vocês, mostrar para onde nós todos devemos ir”, afirmou.

Pronunciamento no Palácio da Alvorada

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez um breve pronunciamento na manhã desta terça-feira (07) antes do hasteamento da bandeira do Brasil, no Palácio da Alvorada.

“É um dia de vocês, não do presidente. Não é dia de nenhum político, é dia do povo brasileiro. Vocês vão nos dar um norte e dizer para onde o Brasil deve ir”, disse.

“Hoje eu quero ser o porta-voz de vocês. O que falarmos, estou falando em nome de vocês. O nosso país não pode continuar refém de uma ou duas pessoas. Ou entram no eixo, ou serão ignoradas da vida pública. A partir de agora, não admito que uma ou duas pessoas joguem fora das quatro linhas”, frisou ao se referir aos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal.

Além de um pronunciamento que realizará para apoiadores em Brasília, pela manhã, Bolsonaro também fara outro discurso durante a tarde na Avenida Paulista, em São Paulo.

MaisPB

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.