Maioria prefere prova do Enem em maio, afirma MEC após enquete

Consulta aos candidatos ficou aberta de 20 a 30 de junho; entre as três opções, duas previam provas em 2021.

Maio de 2021 foi o período escolhido pela maioria na enquete sobre as datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 – mas a realização da prova ainda precisa ser debatida por entidades do ensino médio e superior. A expectativa é que em até três semanas a data definitiva seja divulgada pelo governo.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (1º) pelo secretário-executivo do Ministério da Educação (MEC), Antonio Paulo Vogel, e o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes.

A realização do Enem 2020 estava prevista para ocorrer em novembro. Com o avanço da pandemia do coronavírus e a suspensão das aulas presenciais em todos os estados houve pressão pelo adiamento da prova. Abraham Weintraub, então ministro da Educação, lançou a enquete para que os candidatos escolhessem, eles mesmos, a data do exame. A indefinição gerou ansiedade em estudantes, que chegaram a fazer campanha nas redes sociais pela realização da prova em maio, o que beneficiaria estudantes da rede pública, segundo eles, por dar mais tempo para a preparação.

Entre os 5,8 milhões de candidatos confirmados para o Enem, 1.113.350 participaram da enquete, 19,3% dos inscritos confirmados.

Segundo Lopes, 50% dos participantes responderam que preferem a prova em maio de 2021 – mas a data definitiva só será divulgada após ser articulada com entidades, como o Conselho dos Secretários Estaduais de Educação (Consed), Associação de Reitores (Andifes), entre outros.

Isso porque a nota no Enem é usada no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) como critério de acesso a vagas em universidades públicas. Além disso, a nota também é critério de seleção para programas de acesso ao ensino superior, como Programa Universidade para Todos (Prouni), que oferece bolsas de estudo, e o Programa de financiamento Estudantil (Fies), que ajuda a financiar o pagamento de mensalidades em instituições privadas.

"Com base na sinalização que eles querem fazer a prova em 2021, vamos conversar com representantes do ensino médio e ensino superior para ver quando será", afirmou Lopes. Ele citou que a aplicação em maio dificulta a entrada no ensino superior no primeiro semestre do ano que vem. Segundo o presidente do Inep, isso também será levado às entidades de ensino superior.

"A expectativa é que em duas a três semanas a gente defina a data do Enem após o processo de construção coletiva", afirma Alexandre Lopes.

Entre as opções, estavam as datas:

Fonte G1 Globo

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.