Passaporte da vacina não será cobrado em retorno às aulas na UFPB

“Nós não podemos cobrar isso. Nós não temos competência. Não existe ainda nenhuma normativa que obrigue ou estimule a gente a fazer isso”

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) não vai exigir a comprovação da vacina contra Covid-19 para o retorno das aulas presenciais no ano que vem. De acordo com o reitor, Valdiney Gouveia, a instauração de um "passaporte da vacina" não é de competência da Reitoria e o decreto estadual não prevê restrições para a área da educação. A exigência do passaporte foi um pedido feito pelos professores durante o debate sobre a volta das aulas presenciais, que acabou definido para acontecer em fevereiro do ano que vem.

“Nós não podemos cobrar isso. Nós não temos competência. Não existe ainda nenhuma normativa que obrigue ou estimule a gente a fazer isso”, declarou o reitor em entrevista à Jovem Pan João Pessoa, nesta quarta-feira (24).

Concurso

O reitor também falou sobre o novo concurso, que será promovido no ano que vem. “A previsão é que aconteça no mês de julho. Serão pelo menos 150 vagas. Cerca de 50 vagas serão destinadas para pessoas com ensino médio. Existe um conjunto importante de vagas a serem ocupadas na UFPB, várias decorrentes de aposentadorias, exonerações e, infelizmente, de mortes”, declarou Valdiney, que confirmou baixas no quadro relacionadas a vítimas da Covid.

Portalt5

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.