São Paulo atropela o Racing e vai às quartas de final da Libertadores

Equipe de Crespo venceu por 3 a 1. Rigoni e Marquinhos marcaram

O São Paulo atropelou o Racing por 3 a 1, na Argentina, e carimbou sua vaga nas quartas de final da Libertadores, nesta quinta-feira (20). Marquinhos e Rigoni, iluminados na partida, marcaram os gols do Tricolor, que não vencia fora do Morumbi, no torneio continental, desde 2005. Correa diminuiu para os donos da casa.

O jogo começou como esperado, com a equipe comandada por Crespo imprimindo muita pressão na saída do Racing e tentando roubar a bola no campo de ataque. O time argentino, que jogava pelo empate, não conseguia sair para jogo e incomodou pouco o gol de Tiago Volpi.

O Tricolor acabou abrindo o placar no final da primeira etapa, em lance que coroou a bela atuação do zagueiro Miranda. O defensor roubou a bola e fez um lançamento nos pés de Marquinhos. O atacante disparou em velocidade e chutou na trave, no rebote, Rigoni completou para as redes vazias.

Na volta do intervalo, um atropelo do time do São Paulo. A equipe de Crespo voltou disposta a decidir o confronto já nos primeiros minutos, e foi o que fez. Logo aos 2 minutos, Marquinos recebeu um belo passe em diagonal de Benítez, invadiu a área e chutou no cantinho para ampliar.

O terceiro gol foi, mais uma vez, explorando as costas da defesa do Racing. Marquinhos, ele de novo, recebeu passe em profundidade, ganhou da marcação e rolou para o lado. Rigoni chegou sozinho e transformou a vitória em goleada. O time argentino tentou uma reação e diminuiu o placar em boa finalização de fora da área de Correa, no canto esquerdo de Volpi.

Próximos confrontos

O São Paulo aguarda o vencedor de Palmeiras e Universidad Católica para conhecer o adversário das quartas de final da Libertadores. Antes disso, porém, o Tricolor enfrenta o Flamengo, em pleno Maracanã, no domingo (25), às 16h.

R7 Esportes

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.