Preço médio da cesta básica aumenta mais de 3% em um mês, na Paraíba

Preço médio da cesta básica aumenta mais de 3% em um mês, na Paraíba.

A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor da Paraíba (Procon-PB), através do Setor de Pesquisa e Estatística, realizou uma pesquisa nos dias 23 e 24 de fevereiro referente à cesta básica. O levantamente visitou 10 supermercados de João Pessoa, capital da Paraíba.

Foram pesquisados 171 produtos entre feijão, arroz, açúcar, flocão de milho, óleo, café, leite, manteiga, margarina, macarrão, frutas, legumes e álcool em gel 70%. De acordo com o Procon, o destaque foi o preço do quilo do feijão carioca da marca Kicaldo, de R$ 7,99 até R$ 9,99, diferença de R$ 2,00 no bolso do consumidor.

Confira a variação de preço em outros produtos consultados:

O quilo do arroz parboilizado da marca Tio João apresentou preços entre R$ 4,99 até R$ 6,89, variação de 38,08% e diferença de R$ 1,90. Já o óleo de soja de 900mL da Soya teve variação de até 44,99%, com preços de R$ 6,89 até R$ 9,99, diferença de R$ 3,10.

A pesquisa concluiu que houve uma variação de 27,41%, considerando os itens com menores preços encontrados, o que equivale a uma economia de R$ 58,82 no bolso do consumidor entre a cesta de menor e maior valor. Assim, a cesta básica de menor valor foi de R$214,63 - encontrada no Atacadão, no Geisel. E a de maior preço foi encontrada por R$ 273,46 no Pão de Açúcar, no Miramar.

O preço médio da pesquisa de cesta básica em janeiro foi de R$ 236,63, nesta pesquisa de fevereiro o preço médio da cesta básica foi de R$ 244,51. Um aumento de 3.22 %.

O Procon destaca que os preços constatados e as variações obtidas referem-se somente aos dias de realização da pesquisa, portanto os valores dos produtos estão sujeitos às mudanças por ocasião de ofertas, promoções, ou mesmo da disponibilidade dos mesmos. Dessa forma, o consumidor precisa ficar atento antes de realizar suas compras.

Fonte Portalt5

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.