Justiça afasta ex-superintendente e servidor do Incra suspeitos de beneficiar familiares e desviar recursos

A Justiça Federal decretou, ainda, o bloqueio de mais de R$ 148 mil das contas dos investigados.

A Justiça Federal afastou o ex-superintendente substituto e um servidor do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), na Paraíba. A Justiça Federal decretou, ainda, o bloqueio de mais de R$ 148 mil das contas dos investigados. As ordens foram expedidas pela 16ª Vara da Justiça Federal na Paraíba.

A Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União receberam notícia anônima no sentido de que um servidor, que ocupava o cargo de Chefe-substituto da Divisão de Desenvolvimento da Superintendência Regional do INCRA na Paraíba, com ciência do ex-Superintendente substituto, estaria beneficiando familiares e pessoas próximas de seu círculo pessoal, no sentido de conceder lotes de terra, em assentamentos, para pessoas que não preenchem os requisitos legais.

A Operação Amigos do Rei foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (13), pela Polícia Federal, com objetivo de combater o desvio de recursos públicos diante de concessões irregulares de parcelas de terras nos Projetos de Assentamento do INCRA no Estado da Paraíba.

A operação contou com a participação de 60 policiais federais, sendo realizado o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados, bem como no INCRA, na Paraíba.

Fonte ClickPB

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.