Jovem preso em Patos é acusado de ter cometido três homicídios, um por engano; dois ele já confessou

O delegado Reinaldo Nóbrega disse nesta quinta-feira (09), que o suspeito é um indivíduo perigoso

A Polícia Civil de acredita ter elementos suficientes para afirmar ter prendido um jovem muito perigoso e responsável por vários assassinatos na cidade de Patos. Luciano Roberto dos Santos Tomás, 22 anos, foi preso na última terça-feira (07), por policiais da Delegacia de Homicídios e Entorpecentes de Patos que investigam a prática de homicídios na cidade.

O delegado Reinaldo Nóbrega disse nesta quinta-feira (09), que o suspeito é um indivíduo perigoso e que a polícia tem a comprovação da autoria de três homicídios, e tentativa de homicídio.

Segundo Reinaldo Nóbrega, um dos casos aconteceu no último dia 2 e, depois da investigação da Polícia Civil, foi decretada a prisão preventiva do suspeito. “O investigado é suspeito da prática de homicídios em Patos, entre eles o último, ocorrido no dia 2 de setembro.”

Neste dia, Francisco Israel, conhecido por Lagartixa, foi morto a tiros no bairro Santa Clara. Ele nega este crime, mas a polícia diz ter todas as evidências que foi ele o autor.

Outro crime a ele imputado é o de Daniel Silva, morto a tiros no meio da rua no Conjunto Edimilson Motta (Itatiunga). O crime ocorreu por volta das 19h30 deste sábado, 07/08. Luciano contou que matou Daniel devido a uma desavença em um jogo de futebol, mas a Polícia Civil acredita que o motivo possa ser outro e está investigando esta versão.

O crime mais emblemático foi o de Lucas Santana, de 22 anos idade, que ele confessou ter assassinado por engano após receber uma ordem de uma facção criminosa da cidade, sem revelar qual, e que ele acabou se confundindo por que a vítima tinha as mesmas características do indicado, com uma tatuagem no braço.

“Diz ele que matou Lucas enganado. Ele recebeu a determinação de praticar um homicídio contra um determinado sujeito, foi repassado a ele as características, e ele se confundiu; e infelizmente Lucas acabou morrendo de forma errônea”, revelou o delegado.

O crime ocorreu na Rua Epitácio Pessoa, no Centro de Patos-PB. Imagens de segurança de uma lanchonete mostram como foi a ação.

Com ele, a polícia apreendeu um adolescente de 15 anos, que estava em sua companhia, e que a polícia acredita ser ele o comparsa que dava cobertura nas ações criminosas

Mesmo com a prisão dos suspeitos, as investigações ainda vão continuar, segundo revelou o delegado.

O investigado foi preso em razão da decretação de sua preventiva pelo Judiciário, pelo crime do dia 2 de setembro sendo encaminhado em seguida para o Presídio Regional de Patos.

“Ele foi preso em razão de um mandado de prisão preventiva, o qual a gente já tinha representado pela decretação, o judiciário concedeu, e agora ele está no presídio regional de Patos aguardando a determinação para os próximos passos”, disse o delegado.

A autoridade policial contou que, em depoimento o suspeito confessou os crimes. O delegado disse que agora pedirá a prisão pelos outros crimes a ele imputados.

“Eu interroguei ele, após a prisão. Ele é um indivíduo bastante frio, inclusive, ele confessa os crimes, não mostra qualquer tipo de remorso, de arrependimento. E ele disse que praticou em razão dessa atividade criminosa que ele faz parte”, contou.

A população pode colaborar com a Polícia Civil fazendo qualquer tipo de denúncia através do número 197 (Disque-Denúncia). A ligação é gratuita e anônima, garantindo o sigilo absoluto.

Folha Patoense

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.