Suspeita de mandar matar ex-marido por herança é presa na Paraíba

Para a polícia, um amante da ex-esposa da vítima também participou do crime.

Três suspeitos de participação no assassinato do vigilante Ricardo Inácio da Silva foram presos na manhã desta quinta-feira (28), nas cidades de Umbuzeiro e Campina Grande, na Paraíba. De acordo com a Polícia Civil, o homem foi morto com vários tiros no dia 27 de julho deste ano no município de Picuí, no Agreste paraibano. Uma das pessoas detidas é ex-esposa da vítima.

De acordo com as investigações, o plano para matar Ricardo Inácio foi arquitetado com objetivo era ficar com os bens da empresa de vigilância dele. Para a polícia, um amante da ex-companheira da vítima também participou do crime.

A princípio, disseminou-se uma versão de que Ricardo teria sido assassinato por causa de disputas por território para vigilância patrimonial, mas nós investigamos a chegamos a outra motivação. É um trabalho minucioso, baseado em vários planos de investigação, fazendo a conexão entre os investigados e a vítima. Uma verdadeira trama para matar o vigilante”, disse o delegado Iasley Almeida.

A mulher e seu atual companheiro foram presos no município de Umbuzeiro. O terceiro investigado, que trabalhou na empresa de Ricardo Inácio, foi preso em Campina Grande.

Eles estão recolhidos, à disposição do Poder Judiciário.

Portalt5

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.