Após dissolução do diretório na Paraíba, PSB nacional defende entendimento entre lideranças regionais

O documento, assinado pelo presidente Carlos Siqueira, foi publicado na tarde desta segunda-feira (19).

O PSB nacional emitiu nota sobre o impasse do partido na Paraíba. O documento, assinado pelo presidente Carlos Siqueira, foi publicado na tarde desta segunda-feira (19). Na nota do partido, o dirigente afirma que, apesar da gravidade do quadro, o governador João Azevêdo ainda não deu "resposta objetiva" sobre um possível encontro com ele e com o ex-governador Ricardo Coutinho, nesta terça-feira (20).

O presidente do PSB negou intervenção no diretório do partido na Paraíba. Para Siqueira, o que aconteceu foi uma "autodissolução" do diretório estadual.

"Saliente-se que a solução de UNIDADE defendida pela Direção Nacional do PSB interessa ao povo da Paraíba como um todo, porque o partido tem liderado no Estado, assim como ocorreu na prefeitura de João Pessoa, um projeto político de excepcional qualidade, que se realizou em benefício dos que de fato necessitam de políticas públicas de Estado, como é o caso da saúde, da educação e da segurança pública", disse Siqueira, na nota.

Veja na íntegra

A Direção Nacional do Partido Socialista Brasileiro – PSB recebeu na última sexta-feira (16) às 15:10 um comunicado oriundo do Diretório Estadual da Paraíba, no qual é informada sobre a renúncia de 51% de seus componentes.

O comunicado observa que, segundo a previsão do Artigo 24 do Estatuto do PSB, a renúncia de membros nessa proporção implica a dissolução da direção partidária. O caso em questão deve ser considerado, portanto, uma AUTODISSOLUÇÃO do Diretório Estadual, visto ser iniciativa de seus próprios membros.

Destaque-se que o Diretório Nacional não realizou qualquer tipo de ato no presente caso e, muito especialmente, NÃO PROMOVEU EM ABSOLUTO INTERVENÇÃO ALGUMA, conforme alguns veículos de imprensa e algumas lideranças locais chegaram a anunciar equivocadamente.

Em sentido diametralmente oposto, a presidência do PSB propôs ao governador João Azevedo e ao ex-governador Ricardo Coutinho um encontro para tratar desse quadro nesta terça-feira (20), uma vez que diante de qualquer conflito, o ideal é estabelecer o diálogo, para superar a situação da melhor forma possível.

Ao Diretório Nacional do PSB interessa, sob este aspecto, que a solução seja efetivamente encontrada e que ela coroe a preservação da UNIDADE PARTIDÁRIA o entendimento entre as lideranças na Paraíba.

Saliente-se que a solução de UNIDADE defendida pela Direção Nacional do PSB interessa ao povo da Paraíba como um todo, porque o partido tem liderado no Estado, assim como ocorreu na prefeitura de João Pessoa, um projeto político de excepcional qualidade, que se realizou em benefício dos que de fato necessitam de políticas públicas de Estado, como é o caso da saúde, da educação e da segurança pública.

O convite formulado ao governador João Azevedo, em que pese a gravidade do quadro ainda não mereceu, infelizmente, uma resposta objetiva, no sentido de confirmá-lo ou de sugerir outra data para a realização do encontro já mencionado.

A disposição da Direção Nacional se mantém, contudo, a mesma. Reiteramos, portanto, a conclamação às mais importantes lideranças da Paraíba ao diálogo produtivo, para o qual pode atuar como mediadora, visto ter convicção de que o legado do PSB no Estado e o sucesso que lograram as administrações socialistas devem estar acima de qualquer animosidade.

CARLOS SIQUEIRA
Presidente Nacional do Partido Socialista Brasileiro – PSB

Fonte ClickPB

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.