Patos tenta reacender São João com terceirização

A Prefeitura de Patos, no Sertão do Estado, está propondo uma Parceria Público-Privada (PPP) para a realização da festa de São João deste ano.

A Prefeitura de Patos, no Sertão do Estado, está propondo uma Parceria Público-Privada (PPP) para a realização da festa de São João deste ano.

Em entrevista ao programa Hora H, na Rádio Pop FM 89,3, em João Pessoa, e na Rede Mais Rádio, com outras 13 emissoras comerciais das principais cidades da Paraíba, o prefeito Ivanes Lacerda (MDB) explicou que a gestão pretende gastar no máximo R$ 1,5 milhão no evento e outros custos serão de empresas interessadas na comercialização da festa junina na maior cidade do sertão paraibano.

O chefe do Executivo Municipal alegou que o cancelamento do evento no ano passado, por questões financeiras, trouxe muitos problemas econômicos, queda de receita e baixa estima para o comércio local.

“Não realizar São João [em 2019] trouxe uma grave crise econômica. O comércio teve um prejuízo causando queda da nossa auto-estima. O São João de 2018 custou R$ 4 milhões e ainda temos R$ 2 milhões a pagar. Entanto, decidimos fazer um São João com a iniciativa privada”, anunciou.

Ainda durante a entrevista, Ivanes Lacerda falou de outros assuntos relacionados a administração e como encontrou a Prefeitura. Patos já teve quatro prefeitos após as eleições de 2016. Três interinos.

 

Fonte MaisPB

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.