Câmara de Piancó concede título de Cidadã Piancoense a servidora aposentada

Proposta foi apresentada pelo vereador Wagner Brasilino (PP).

A Câmara de Piancó (PB) concedeu na última sessão legislativa o título de Cidadã Piancoense à servidora aposentada Maria de Lourdes Mendes, mais conhecida como Lourdes do Leite, de 67 anos. A proposta foi apresentada pelo vereador Wagner Brasilino (PP).

Maria prestou um importante serviço ao município.

Biografia

Conhecida popularmente por “Lourdes do Leite”, nasceu na cidade de Santana dos Garrotes na data de 12 de novembro de 1953. Uma das filhas de José Mendes de Almeida e Maria Francisca da Conceição, é irmã de Maria do Socorro (Em memória), Maria Salvadora (Em memória), José Zito (Em memória), Nilton Mendes conhecido por “”Nilton do Correio” residente em Itaporanga e Maria das Neves residente na cidade Brejinho, no Estado do Pernambuco. Infelizmente, apenas dois dos seus irmãos continuam vivos, porém residentes em outras cidades. Registre-se que suas irmãs SOCORRO BORGES e SALVADORA, viveram em Piancó e adotaram a cidade, inclusive onde tiveram os seus filhos. Nascida em uma família simples em Santana dos Garrotes, residiu na cidade nos seus primeiros anos.

Depois de completar 07 anos de idade, deslocava-se para Itaporanga, antigamente conhecida como “Misericórdia”, onde viveu a sua infância e início da adolescência, entre 15 e 17 anos resolve vir residir com suas irmãs na cidade Piancó, ficando na casa de sua inseparável irmã Socorro Borges, cidade onde permanece até os dias atuais. Nesse período na casa de Socorro, com 17 anos de idade, contraiu matrimônio na data 08 de março de 1971 com Luiz Gonzaga da Silva, conhecido por “Luiz Pavio” e fruto dessa união nasceram seus 4 filhos: Wellington (1972), Werle (1973- Em memória), Maria Suely (1976) e Suelene (1980), os quais vivem em Piancó, casaram e constituíram família. Lourdes do Leite é uma pessoa muito caridosa, com sua alegria, sua presteza em ajudar quem dela precisasse. Uma mãe zelosa de seus filhos, uma avó extraordinária com seus oito netos e uma bisavó orgulhosa com seus 04 bisnetos. Na infância, sua história foi marcada pelas cicatrizes do trabalho árduo. Por essa razão, mesmo sem a maturidade de um adulto, a vida desde logo exigiu que fosse uma pessoa com responsabilidades, pois não teve oportunidade de estudar e só pôde alcançar até o 2º ano primário na antiga escola SPOT, localizada na rua Velha. Trabalhou como auxiliar doméstica quando criança e ao atingir a fase adulta, dividia seu tempo entre cuidar dos filhos e ter que continuar trabalhando para manter a casa. Atividade Laboral no serviço público

Foi nomeada em 1976, funcionária pública municipal, pelo saudoso prefeito Dr. Antonio Leite Quinho na sede de música da Antiga Escola Brasil Oiticica. Em 1996, foi nomeada funcionária pública estadual (sendo uma das grandes alegrias de sua vida, em virtude da estabilidade), trabalhando os dois expedientes na referida escola. Trabalhou até se aposentar quando cumpriu seu tempo de serviço. Sua grande vivência na escola Brasil Oticica foi marcado pelo o seu labor diario, o amor com a profissão, e com ética.

Amigas e colegas de trabalho

Adaide do Clube, Maria de Chagas Adalzira e Elizete. Entre as tantas mulheres que ocuparam o cargo de Direção do educandário, destaca a pessoa da Sra. Ivonete Gervásio, a quem Lourdes tem grande admiração pelo seu trabalho quando esteve à frente da escola. Sua trajetória como auxiliar de serviços gerais foi de 26 anos (município) e 28 anos (estado), respectivamente. Hoje, encontra-se aposentada e mesmo assim nunca parou de trabalhar.

Venda de Leite

Em 1984 por covite dos saudosos Sr. Valdemar Costa e D. Avani (falecidos, os quais Lourdes guarda grande gratidão e afeição pelo muito que fizeram para a sua ajudar na criação de seus quatro filhos. Lourdes subistitui a saudosa Socorro Borges, que já vendia o leite há mais de 15 anos para o casal, e tendo Socorro deixado de vender leite, Lourdes assumiu e passou a comercializar o leite que vinha da propriedade do casal, ficou mais de 20 anos vendendo leite, e nos bons tempos chegou a 150 litros diarios.

Morou por mais de 40 anos junto à praça da Igreja, hoje praça Bidude e com os moradores da antiga Epitácio Pessoa, marcada pela amizade com a família da saudosa e inesquecível Maria de Lourdes, Bidude, onde Lourdes já tinha convivência desde Itaporanga e Santana com a mãe de Bidude, D. Jacinta, que ajudou muito a mãe de Lourdes nos momentos mais difíceis de sua vida. Um momento triste e de grande provação foi a morte prematura de filho Werle (1973-Em memória), conhecido por Deinha. A prova mais difícil para uma mãe: enterrar um filho. Cicatriz que lateja até hoje em seu coração. Antes já havia perdido a irmãs Socorro e Salvadora, uma saudade sem fim dessas mulheres que marcaram sua vida. Apesar das dores e despedidas, Lourdes está sempre com um sorriso no rosto, destaca-se a gentileza, a força da bondade e do amor com que ela sempre serviu sempre à sociedade piancoense.

É conhecida pela sua garra, mulher de fibra que mesmo com todas as dificuldades, nunca se deixou abater. Jamais mediu esforços para ajudar quem necessitava, o seu lema de vida está marcado pela lealdade. Lourdes é um exemplo de mulher, mãe, esposa, avó, servidora pública aposentada e amiga daqueles que conhecem sua trajetória de vida marcada pelo trabalho e honestidade. Seus filhos, netos e bisnetos têm a divina oportunidade de partilhar a vida com a mulher incrível que é: generosa, de um coração do tamanho do seu afeto pela sua família; Lourdes do Leite é o espelho do amor e merece ser sempre lembrada pelos seus e por toda a sociedade piancoense.

Assessoria

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.