Programa de transferência de renda criado em Boa Ventura tem ganhado destaque na Paraíba

Até agora o programa já beneficiou mais de 250 famílias em sua 3º fase de pagamento

O Programa Social “Renda Mínima” foi instituído pela Lei Municipal nº 317/2017, pela Prefeita Leonice Lopes, e visa beneficiar as famílias residentes e domiciliadas no município de Boa Ventura (PB), inscritas no Cadastro Único, cuja a renda familiar per capita seja igual ou inferior de meio salário mínimo e que possuam prioritariamente crianças com faixa etária de 0 a 14 anos.

Ganhando destaque por todo o Estado da Paraíba, o programa visa assegurar a melhoria das condições de vida do grupo familiar, por meio da concessão de benefício financeiro.

De acordo com a Prefeita Leonice, o “Renda Mínima” tem como objetivos promover o acesso do grupo familiar à rede socioassistencial do território do Município; estimular a frequência escolar e fortalecer os vínculos familiares e a convivência comunitária.

A prefeitura informa com frequência, por meio de canais oficiais, que os interessados que quiserem participar do Programa, devem ser residentes e domiciliadas no Município de Boa Ventura há pelo menos 2 (dois ) anos, na data do cadastramento; ter renda familiar bruta per capita mensal inferior ou igual a meio salário mínimo; ter filhos e/ou dependentes, sendo pelo menos um deles com idade inferior a 14 (catorze ) anos; e matriculados em escolas da rede municipal de Educação com frequência igual ou superior a 90% (noventa por cento); possuir carteira de vacinação atualizada dos filhos e/ou dependentes.

Os valores pagos pelo Programa Renda Mínima, considerados como complementação mensal da renda familiar são:

R$ 50,00, para famílias que tenham de 1 (uma) à 2 (duas)

R$ 70,00, para famílias que tenham de 3 (três) à 4 ( quatro) crianças;

R$ 100,00, para as famílias que tenham de 5 (cinco) ou mais crianças;

As famílias beneficiárias que ficarem fora do perfil conforme os critérios deixarão de fazer parte do programa, as condições sociais e econômicas passará por rigoroso acompanhamento pela coordenação do programa.

Até agora o programa já beneficiou mais de 250 famílias em sua 3º fase de pagamento chegando a desembolsar um montante de quase 10 mil reais para as famílias beneficiárias.

Para adesão, orientações, esclarecimentos sobre o Programa, o munícipe deverá procurar a Secretaria Municipal de Assistência Social no setor do Cadastro Único.

Fonte Diamante Online

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.