TRF mantém prefeito de Emas afastado do cargo. Saiba mais!

O prefeito afastado Segundo Madruga é investigado nas operações Recidiva, Veiculação e também Desumanidade

O prefeito de Emas, José William Segundo Madruga, afastado do cargo por 180 dias, deverá permanecer longe do comando da prefeitura do município. A decisão é do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Recife, que negou um pedido feito pela defesa dele para retomar o controle da gestão municipal. O gestor, que é investigado em três operações desencadeadas pelo Ministério Público Federal (MPF), é suspeito de envolvimento em fraudes licitatórias e desvio de recursos públicos.

A decisão que afastou Segundo Madruga foi tomada pelo juiz da 14ª Vara Federal Claudio Girão Barreto. Ele é alvo de uma ação de improbidade administrativa que apura um suposto ‘esquema’ montado com a construtora Millenium LTDA – para obras de uma praça pública do município. Em Emas, a construtora executou a obra orçada em mais de R$ 609 mil. Segundo o MPF, a Controladoria Geral da União identificou um desvio de R$ 159 mil nos serviços.

O prefeito afastado Segundo Madruga é investigado nas operações Recidiva, Veiculação e também Desumanidade. Mesmo assim, ele foi reeleito em 2016, após ter sido preso e afastado do cargo pela Justiça naquele ano.

Fonte JPB

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.