Acusado de ser mandante de assassinato de empresário natural de Boa Ventura vai a júri

Cláudio Arruda teria sido assassinado devido a uma dívida de R$ 11 mil que Moisés tinha contraído.

Um homem acusado de ser o mandante do assassinato do empresário e corretor de imóveis Cláudio Cavalcanti de Arruda (Natural de Boa Ventura-PB) vai a júri popular nesta segunda-feira (7), em João Pessoa.

O júri vai ocorrer às 14h, no 2º Tribunal do Júri em João Pessoa. Moisés Machado Cordeiro, conhecido como "Moisés Bicicleta", é acusado de planejar a morte de Cláudio Arruda. O crime ocorreu em 25 de janeiro de 2016, por volta das 13h, no bairro do Rangel, em João Pessoa.

Igor foi preso pouco depois do crime e confessou o assassinato. Em depoimento à polícia na época, ele apontou que o mandante do crime foi Moisés Macedo, empresário do ramo de bicicleta. Cláudio Arruda teria sido assassinado devido a uma dívida de R$ 11 mil que Moisés tinha contraído.

Em agosto, o autor dos disparos, Igor de Mesquita dalia, foi condenado a 21 anos de prisão.

Fonte ClickPB

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.