Fachin homologa delação de Sérgio Cabral

O emedebista já soma mais de 280 anos de prisão em penas, principalmente na Lava Jato do Rio.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, homologou o acordo de delação premiada do ex-governador do Rio Sérgio Cabral. A decisão de Fachin foi tomada nesta quarta-feira (5) e o caso foi remetido para o Ministério Público Federal.

Os depoimentos devem permanecer em sigilo. Preso desde outubro de 2016, o ex-governador assinou acordo de delação premiada com a Polícia Federal. O emedebista já soma mais de 280 anos de prisão em penas, principalmente na Lava Jato do Rio.

A Procuradoria-Geral da República deve analisar quais frentes de investigações vão ser traçadas a partir dos depoimentos do ex-governador.

No acordo, Cabral teria se comprometido a devolver R$ 380 milhões em propinas recebidas nos últimos anos.

Fonte MaisPB

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.