Governo publica lista com setores mais afetados pela pandemia

Atividades artísticas e transporte aéreo aparecem no topo da lista.

O governo federal publicou nesta terça-feira (15) uma lista com os setores mais impactados pela pandemia de coronavírus depois da decretação do estado de calamidade pública.

De acordo com o governo, o objetivo da lista é "orientar as agências financeiras oficiais de fomento, inclusive setoriais e regionais, acerca dos setores mais impactados pela crise ocasionada pelo Covid-19".

A lista foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) e assinada pelo Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos Alexandre da Costa.

Veja a lista dos setores mais afetados pela pandemia:
1- atividades artísticas, criativas e de espetáculos;

2 - transporte aéreo;

3 - transporte ferroviário e metroferroviário de passageiros;

4 - transporte interestadual e intermunicipal de passageiros;

5 - transporte público urbano;

6 - serviços de alojamento;

7 - serviços de alimentação;

8 - fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias;

9 - fabricação de calçados e de artefatos de couro;

10 - comércio de veículos, peças e motocicletas;

11 - tecidos, artigos de armarinho, vestuário e calçados;

12 - edição e edição integrada à impressão;

13 - combustíveis e lubrificantes;

14 - fabricação de outros equipamentos de transporte, exceto veículos automotores;

15 - extração de petróleo e gás, inclusive as atividades de apoio;

16 - confecção de artefatos do vestuário e acessórios;

17 - comércio de artigos usados;

18 - energia elétrica, gás natural e outras utilidades;

19 - fabricação de produtos têxteis;

20 - educação privada;

21 - organizações associativas e outros serviços pessoais;

22 - fabricação de coque, de produtos derivados do petróleo e de biocombustíveis;

23 - impressão e reprodução de gravações;

24 - telecomunicações;

25 - aluguéis não-imobiliários e gestão de ativos de propriedade intelectual;

26 - metalurgia;

27 - transporte de cargas (exceto ferrovias);

28 - fabricação de produtos de borracha e de material plástico;

29 - fabricação de máquinas e equipamentos, instalações e manutenções;

30 - atividades de televisão, rádio, cinema e gravação/edição de som e imagem;

31 - saúde privada;

32 - fabricação de celulose, papel e produtos de papel;

33 - fabricação de móveis e de produtos de indústrias diversas; e

34 - comércio de outros produtos em lojas especializadas.

Fonte R7.com

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.