Juíza revoga prisão de suspeitos de matarem agricultor em Itaporanga

Magistrada entendeu que não havia necessidade da manutenção da custódia dos suspeitos.

O trio estava na cadeia do município (Foto: Tadeu Gomes/DOL) 

A juíza Brena Brito, da 1ª Vara da Comarca de Itaporanga (PB), revogou, nessa terça-feira (5), a prisão temporária de três homens que estavam recolhidos à cadeia do município investigados no inquérito que apura a morte do agricultor Luiz Weber de Farias Júnior, mais conhecido como Júnior de Nereida, de 60 anos.

O trio estava detido há 19 dias, porém, como a Delegacia de Homicídios de Patos não conseguiu provar o envolvimento dos homens no homicídio, a magistrada entendeu que não havia necessidade da manutenção da custódia.

 

Entenda o caso

O corpo de Júnior de Nereida foi encontrado por uma filha dele enterrado no sítio Frade, zona rural de Itaporanga, após ele ficar meses desaparecido. Segundo ela, o cadáver estava por trás de uma casa vazia que fica em uma propriedade da família.

Diamante Online

Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Diamante Online, não reflete a opinião deste Portal.